O Paulistão 2020 fechou com média de 23,7 pontos no Ibope em São Paulo após 15 partidas transmitidas pela Globo em TV aberta desde janeiro. Apesar de ter fechado a primeira fase com aumento na audiência, o modelo menor de mata-mata, e com menos clássicos, derrubou o índice na comparação com o ano passado.

Em 2019, a Globo transmitiu 16 partidas em TV aberta para SP no Paulistão, alcançando média de 24,7 pontos. Este ano, foram 15 jogos, marcando um ponto a menos.

No ano passado, a emissora mostrou seis jogos da fase do mata-mata, dos quais quatro foram clássicos. Com isso, obteve uma média de 31,3 pontos. A etapa de grupos da competição tinha conseguido 20,7 pontos. Ou seja, no Paulistão 2019, os jogos eliminatórios aumentaram a audiência em 51%.

Já em 2020, o campeonato foi atípico: interrompido pela pandemia do novo coronavírus, ficou quatro meses parado. Voltou em julho com clássico Corinthians x Palmeiras levantando a audiência, mas pecou por uma mudança no regulamento e pelo mau rendimento de dois times grandes.

INSCREVA-SE EM NOSSO NOVO CANAL NO YOUTUBE

Diferentemente do ano passado, quando quartas de final e semifinais foram disputadas em ida e volta, desta vez os duelos foram definidos em partidas únicas. Ou seja, a Globo mostrou apenas uma partida em cada fase. Também não houve clássicos na semifinal. São Paulo e Santos acabaram eliminados por Mirassol e Ponte Preta. O regulamento distribuiu as duas zebras para os grandes restantes, Corinthians e Palmeiras.

O resultado: o mata-mata em 2020 teve duas transmissões a menos e marcou 29,3 pontos no Ibope. O aumento em relação à primeira fase foi mais modesto, ficando em pouco mais de 35%. A própria final entre Corinthians e Palmeiras não teve tanto sucesso quanto a decisão de 2019. Os dois jogos cravaram 35 pontos, mas a decisão entre corintianos e são-paulinos marcou 38 e 39 pontos nos jogos de ida e volta na temporada passada.

No balanço final, o Paulistão teve aumento de 4,3% na audiência da primeira fase, queda de 6,3% no mata-mata, e uma redução no total de 4%. Assim como o mata-mata menor, a baixa quantidade de clássicos, e o calendário apertado, que fez a final ser disputada em um sábado, por exemplo, a própria pandemia do coronavírus pode explicar a baixa na audiência da Globo com o futebol na TV aberta, com todas as tragédias provocadas após 101,8 mil mortes por covid-19 em cinco meses.

LEIA MAIS
– Torcida do Palmeiras pode precisar do PPV só em setembro no Brasileirão
– Brasileirão 2020 começa com bagunça histórica na televisão
– Veja quanta audiência o Flamengo deu na Globo RJ em 2019
– Futebol sem Globo: relembre casos que ficaram marcados na História
– Brasileirão na TV: qual seria o modelo ideal para venda dos direitos?
– Análise: Globo terá que incentivar liga de clubes se MP do Futebol virar lei
– SBT x Globo: a briga histórica que marcou o Paulistão 2003