O Brasileirão 2019 terminou no último fim de semana confirmando uma edição de aumento na audiência da Globo em São Paulo. De acordo com um levantamento realizado pelo Blog do Allan Simon com dados fornecidos pela própria emissora ao longo das 38 rodadas, a média da competição no Ibope na região metropolitana ficou em 23,4 pontos, contra 23,2 em 2018.

O aumento foi pequeno (0,86%), mas há motivos para ser comemorado pela emissora em sua grade paulista: os times do estado foram “engolidos” na classificação pelo Flamengo na reta final, o título foi definido com bastante antecedência, clássicos importantes ficaram exclusivos do PPV, e ainda por cima houve a concorrência da TNT em algumas partidas exibidas também pela Globo em SP, como os jogos de Santos e Palmeiras contra o Internacional fora de casa, por exemplo.

Nesse cenário, poderia se esperar uma queda nos números. Não foi o que aconteceu. Todos os times tiveram aumentos. O mais expressivo foi o do Santos, cuja média subiu de 19,3 para 22,6 pontos no Ibope, um crescimento de 17,1%. O São Paulo também cresceu bastante, pulando de 22 para 22,8 pontos (3,64% a mais). O caso do time tricolor merece ainda mais atenção por outro motivo que abordaremos neste texto: a ausência de clássicos do time do Morumbi na grade da Globo no Brasileirão 2019.

Palmeiras e Corinthians tiveram variações percentuais menores. O time de Itaquera subiu de 26,4 para 26,6 pontos, enquanto a equipe alviverde foi de 23,3 para 23,4 pontos. Também deve ser comemorada essa variação no caso da campanha palmeirense, que ficou bastante aquém do rendimento em 2018, quando o time foi campeão brasileiro e teve a mesma quantidade de jogos exibidos em SP (13).

Além desses aumentos percentuais, o Brasileirão 2019 ainda exibiu uma diminuição na diferença de audiência entre os quatro rivais. No ano passado, a média do Corinthians era 36,79% maior que a do Santos, representando 7,1 pontos a mais para o time corintiano. Em 2019, essa distância caiu. O Timão tem 17,7% mais audiência que o Peixe, com vantagem de 4 pontos na média do Ibope.

No entanto, comparar as audiências entre os times é algo complexo quando a Globo não faz escolhas iguais para todos. O São Paulo, por exemplo, teve dez jogos exibidos para a região metropolitana, mas nenhum deles foi um clássico. Corinthians, Palmeiras e Santos tiveram dois clássicos cada, sempre entre eles mesmos, enquanto seus jogos contra o Tricolor ficaram todos exclusivos no Premiere. No ano passado, um duelo contra o Peixe tinha sido exibido, o que torna o crescimento ainda mais elogiável.

O Blog do Allan Simon fez uma segunda conta levando em consideração apenas jogos dos grandes de São Paulo transmitidos pela Globo SP contra times de outros estados. Nesse caso, a audiência do time do Morumbi pula para o segundo lugar, mostrando o bom rendimento tricolor no Ibope em 2019.

Sem considerar os clássicos contra Santos e Palmeiras exibidos pela Globo, a média de audiência do Corinthians cai para 25,3 pontos, diferença de quase 5% A queda alviverde é um pouco maior, ficando em quase 8% (21,6 pontos). Já o Santos, por sua vez, desaba mais de 12%. (19,8 pontos).

O interessante é que, mesmo nessa conta, a vantagem do Corinthians para o Santos é menor do que a registrada em 2018. Sem contar o único clássico do Timão transmitido na edição do ano passado (contra o Palmeiras), a audiência corintiana ficou em 26 pontos. O Peixe, sem considerar o clássico contra o São Paulo exibido naquela temporada, fez 17 pontos no Ibope. A audiência corintiana foi 53% maior que a santista. Na conta sem clássicos de 2019, essa vantagem foi de 27,7%.

Além disso, a audiência sem clássicos do Santos pulou de 17 para 19,8 pontos em 2019. Isso representa um aumento de praticamente 16,5% no Ibope do time santista nesta temporada em jogos contra times de outros estados.

Este levantamento considerou apenas jogos transmitidos pela TV Globo em sua emissora própria na região metropolitana de São Paulo, não contando, por exemplo, partidas dos times em TV aberta que tenham sido exibidas somente para outros estados, ou mesmo apenas em afiliadas paulistas (TV Tribuna, por exemplo), e nem na internet, pelo Globoesporte.com.

Cada ponto no Ibope na região metropolitana de São Paulo em 2019 representa 73.015 domicílios com TV, ou 204.050 pessoas. No ano passado, um ponto era equivalente a 71.855 domicílios, ou 201.061 indivíduos. Essa variação não muda em nada a comparação entre temporadas diferentes, já que o aumento no valor do ponto acompanha aumentos populacionais e mudanças no total de residências.

LEIA MAIS
– Projeção: Quanto cada time ganhou com televisão no Brasileirão 2019
– Brasileirão: Adidas consolida domínio na década com título do Flamengo
– Brasileirão: “Anos 2010” têm menor variedade de campeões em cinco décadas

SIGA AS NOSSAS REDES SOCIAIS:

Twitter:

https://twitter.com/allansimon91

Facebook:

https://www.facebook.com/jornalista.allansimon/