Flamengo e Corinthians são os times com as maiores torcidas do Brasil, historicamente ganham as maiores cotas de TV e atualmente são estimados como líderes do ranking financeiro do pay-per-view. Até por isso, os dois clubes “sumiram” da grade do SporTV e só aparecem na Globo ou no Premiere. Mas eles não são os únicos com jogos majoritariamente exclusivos do PPV no Brasileirão 2019 até agora.

Levantamento feito pelo Blog do Allan Simon mostra que Corinthians e Flamengo tiveram 11 partidas cada um nacionalmente exclusivas no Premiere. É importante destacar que esse “nacionalmente” indica que consideramos aqui os jogos que são fechados no PPV para todo o Brasil. Não entram na conta partidas  do Brasileirão que tiveram transmissão da Globo, SporTV ou TNT para algumas partes do país e foram exclusivas em outras onde a exibição não foi liberada na TV aberta ou por assinatura.

Mas esse número de 11 partidas exclusivas também aparece nos dados de Grêmio, Fortaleza e Bahia. Começando pelos dois nordestinos, a explicação pode estar no fato de que ambos são clubes fechados com a Turner e tiveram cinco jogos transmitidos pela TNT até agora em 17 rodadas realizadas no Brasileirão.

A Globo só transmitiu três partidas de cada um deles em TV aberta. Mas dois jogos de cada time foram exibidos simultaneamente pela equipe do Esporte Interativo. No caso do Fortaleza, os duelos contra Athletico Paranaense e Santos. Do Bahia, TNT e Globo exibiram ao mesmo tempo os jogos diante de Internacional e Palmeiras.

Ou seja, a Globo optou por tirar da exclusividade do PPV apenas um jogo de cada um dos tricolores nordestinos. O Fortaleza teve um duelo contra o Atlético-MG exibido em TV aberta para Minas Gerais e Ceará, enquanto o Bahia abriu o campeonato tendo o jogo principal da emissora para São Paulo na vitória sobre o Corinthians.

A situação do Grêmio é diferente porque o time gaúcho chegou quase à metade do Brasileirão sem nenhum jogo exibido em TV aberta. A previsão de estreia da equipe de Renato Gaúcho na Globo atualmente está marcada para a última rodada do primeiro turno, no próximo dia 15, contra o Goiás, em transmissão que deve regionalizada apenas para Rio Grande do Sul e o público goiano por meio das afiliadas da emissora (RBS TV e TV Anhanguera).

A opção do Grupo Globo até agora foi priorizar o Grêmio no PPV e no SporTV. O time tem cinco partidas exibidas até agora no canal de TV por assinatura da Globosat, mesmo patamar de Fortaleza e Bahia na concorrente TNT. Se a dupla nordestina teve um jogo na Globo, cinco na TNT e 11 exclusivos do PPV, somando 17 jogos disputados até agora, e o time gaúcho teve cinco no SporTV e os mesmos 11 no Premiere, você pode estar se perguntando por que a soma dá 16. É que o Grêmio teve um jogo aberto na internet que não consideramos na conta de TV aberta.

Foi o duelo contra o Athletico Paranaense, em agosto, que deveria originalmente ter sido exibido pela Globo em suas afiliadas locais (RBS TV e RPC) em um domingo. Por causa dos jogos da Libertadores, competição pela qual o Grêmio atuou em duas terças-feiras contra o Palmeiras, o duelo entre Tricolor e Furacão precisou ser antecipado para o sábado. Isso gerou um problema para o Grupo Globo. O time paranaense é o único da Série A que não topou vender até agora os direitos de transmissão em PPV.

Com isso, o jogo tendo sido antecipado para o sábado ficaria no “limbo” de partidas que não tiveram transmissão alguma neste Brasileirão por questões contratuais. Isso aconteceu com jogos do Palmeiras até a assinatura do contrato de TV aberta e PPV em maio, e tem ocorrido em diversos duelos do Athletico até recentemente, como no jogo adiado contra o São Paulo em Curitiba.

A solução do Grupo Globo foi abrir o sinal do jogo na internet pelo Globoesporte.com, porque esses direitos constam do contrato fechado com o Athletico Paranaense para o Brasileirão em TV aberta. Foi a primeira partida exibida de forma exclusiva pelo portal da Globo na internet de forma gratuita nesta competição.

No caso de Corinthians e Flamengo, cada um teve seis jogos exibidos em TV aberta além dos 11 exclusivos no Premiere. O ranking de exclusividade nacional de jogos no PPV segue com São Paulo, Fluminense, Internacional e Ceará, cada um com dez partidas. Também nesse segundo grupo há dois times fechados com a Turner na TV por assinatura, casos de Colorado e Vozão.

Tirando o Athletico Paranaense, que não tem contrato com o PPV, os times que menos ficaram restritos nacionalmente à programação do Premiere foram Palmeiras, Cruzeiro e CSA, com seis jogos cada. Mas vale lembrar que o Verdão teve dois jogos sem transmissão alguma antes de assinar com o Grupo Globo, e um deles foi justamente contra o time alagoano, que também ficou sem exibição na TV quando enfrentou o Athletico Paranaense. O Cruzeiro só não teve exibição quando encarou o Furacão.

É que a Raposa é um dos times mais exibidos pela TV aberta no Brasileirão deste ano até agora. Foram sete partidas, sendo que cinco delas de maneira regionalizada, via de regra, para Minas Gerais e a região do time adversário. Além disso, o Cruzeiro teve três jogos transmitidos pelo SporTV, sobrando apenas seis duelos exclusivos para o Premiere.

Veja abaixo o ranking dos times com mais jogos nacionalmente exclusivos no Premiere no Brasileirão até a 17ª rodada da competição, lembrando que o Athletico Paranaense não possui contrato pelos direitos de transmissão em PPV.

PosiçãoTIMEJOGOS
1CORINTHIANS11
1FLAMENGO11
1GRÊMIO11
1FORTALEZA11
1BAHIA11
6SÃO PAULO10
6FLUMINENSE10
6INTERNACIONAL10
6CEARÁ10
10VASCO9
10BOTAFOGO9
12SANTOS8
12ATLÉTICO-MG8
12CHAPECOENSE8
15AVAÍ7
15GOIÁS7
17PALMEIRAS6
17CRUZEIRO6
19CSA5
20ATHLETICO PARANAENSE

LEIA MAIS
– Parte de baixo da tabela domina transmissões do SporTV no Brasileirão 2019 
Duelo Palmeiras x Corinthians teve quatro das cinco maiores audiências desde 2017 em SP

SIGA AS NOSSAS REDES SOCIAIS:

Twitter: https://twitter.com/allansimon91

Facebook: https://www.facebook.com/jornalista.allansimon/