O Ibope Repucom divulgou nesta semana a parcial mensal de 1º de julho do ranking digital dos clubes brasileiros. Com isso, foi possível estabelecer uma comparação com o levantamento feito nos primeiros dias do ano, medindo o crescimento dos principais clubes no primeiro semestre de 2019. O Flamengo, que já era o time brasileiro com maior número de seguidores na soma de Facebook, Twitter, Instagram e YouTube, disparou e conseguiu vantagem de 1,3 milhão sobre o segundo colocado, o Corinthians.

No dia 2 de janeiro, o Rubro-Negro tinha 21,3 milhões de seguidores na combinação das quatro principais plataformas de redes sociais na internet. O Corinthians vinha logo atrás, com 21 milhões. Mas, nos últimos seis meses, o time carioca conseguiu ganhar mais 2,1 milhões de internautas. A equipe paulista ampliou sua base em 1,1 milhão.

O sucesso do Flamengo nas redes sociais em 2019 foi puxado principalmente pelo perfil do clube no Instagram. O Rubro-Negro passou de 3,1 para 4,4 milhões de seguidores na rede social especializada em fotos e vídeos curtos. Para se ter uma ideia, o time conseguiu 829,3 mil seguidores a mais em todo o ano de 2018. Apenas no primeiro semestre de 2019, a base cresceu em 1,3 milhão.

O Corinthians também teve bons resultados no Instagram. Passou de 2,9 para 3,8 milhões de usuários seguindo o perfil do clube. Mas foram cerca de 400 mil novas inscrições a menos do que o número obtido pelo Flamengo no mesmo período.

O YouTube foi outra ferramenta importante para o Flamengo na briga pela liderança. O time ganhou mais de 300 mil novos inscritos na FLA TV, passando de 1,2 para 1,5 milhões de usuários. No último fim de semana, o clube carioca anunciou ter conseguido quase 20 mil novos seguidores em apenas um dia com a transmissão de um jogo-treino contra o Madureira.

O Corinthians conseguiu pouco mais de 200 mil novos seguidores em seu canal, passando de 753 mil para 975 mil inscritos. O Rubro-Negro ainda registrou ganhos maiores que o rival paulista no Twitter e no Facebook, completando a marca de quase 1 milhão a mais de novas aquisições de usuários.

Atlético-MG é o que mais cresceu proporcionalmente

O Atlético-MG tem bons motivos para comemorar o desempenho nas redes sociais no primeiro semestre de 2019. O time obteve o maior crescimento percentual na base de usuários na soma de Facebook, Twitter, Instagram e YouTube no grupo dos “12 grandes” do Brasil.

O Galo ganhou mais de 600 mil seguidores, o que representou aumento de 10,78% sobre o número registrado no início do ano, chegando agora a 6,6 milhões.

Com isso, o time mineiro ultrapassou Vasco e Cruzeiro, passando de nono para sétimo lugar no ranking dos clubes brasileiros nas redes sociais.

Os ‘intrusos’

Os chamados “12 grandes” não são os 12 maiores times do Brasil nas redes sociais. A Chapecoense, por exemplo, é o time de fora desse grupo mais bem posicionado no ranking, ocupando a 10ª colocação. O Sport Recife também “furou” essa bolha. O time pernambucano é o 13º colocado, deixando o Botafogo uma posição abaixo.

O Ibope Repucom usa como método os dados disponíveis nas páginas oficiais dos clubes em cada plataforma, não valendo números divulgados pelas assessorias e departamentos de comunicação das equipes. Foram considerados os 20 clubes da Série A do Brasileirão, mais os 25 times de fora dela com maiores bases digitais no Brasil.

Confira abaixo as variações totais nas redes sociais dos 12 maiores clubes do Brasil:

Confira os dados completos do Ibope Repucom de julho de 2019:

LEIA MAIS
Brasileirão: Corinthians, Flamengo e São Paulo “somem” da TV paga;
Brasileirão já teve quase 50 alterações na tabela em 2019; CBF e clubes mudam mais que TV