Nos próximos dias, vamos comemorar os 25 anos da conquista do tetracampeonato mundial da seleção brasileira na Copa do Mundo de 1994 nos Estados Unidos. Para entrar no clima, o Blog do Allan Simon vai trazer para a seção “Quanto Custava?” algumas curiosidades financeiras de quem viveu aquele Mundial. Eram tempos de mudanças no Brasil, que trocou de moeda no meio da competição. Na virada para o mês de julho, entrava em vigor o real.

Nosso primeiro item é algo que muita gente sempre fez questão de comprar e guardar em competições históricas do futebol: o guia da Placar. Lançado algumas semanas antes da Copa do Mundo de 1994, o exemplar de número 1095 da revista trazia em 136 páginas as informações, estatísticas e curiosidades sobre as 24 seleções participantes, história dos Mundiais e detalhes dos Estados Unidos e as cidades que receberiam o evento.

O preço de capa: 3,50 URVs. Mas o que é URV? A Unidade Real de Valor foi implantada em março de 1994 para servir de referência de valores sobre o poder aquisitivo da moeda brasileira durante a transição entre o cruzeiro real (CR$) e o real (R$). No dia 1º de junho de 1994, por exemplo, 1 URV era equivalente a CR$ 1.908,68. Já no dia 15, duas semanas depois, esse valor já era de CR$ 2.236,02. Essa base foi usada para que no dia 1º de julho, data da virada da moeda, 1 URV equivalesse a R$ 1.

Algumas publicações, como o álbum de figurinhas da Copa do Mundo, lançado pela Panini, não traziam o valor de capa e orientavam a uma consulta com os jornaleiros, munidos de uma tabela diária de preços. Com a URV, a Editora Abril conseguiu fixar um preço para vender o Guia da Placar. 3,50 URVs.

Considerando o primeiro dia do mês, o valor da revista era de CR$ 6.680,38. Usando o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), medido pelo IBGE, a correção monetária entre junho de 1994 e maio de 2019 (último mês com inflação oficial fechada), o preço do Guia da Copa do Mundo de 1994 da Placar era equivalente a R$ 21,78.

Quem deixou para comprar no mês seguinte e guardar a revista, já com a virada do real e pagando R$ 3,50, desembolsou o equivalente a R$ 27,80 pela revista.

Como fizemos nas outras partes desta seção, chegou a vez da comparação com o poder de compra da época. Desde março, o salário mínimo em vigor no Brasil em 1994 era de 64,79 URVs. Em julho, passou a ser de R$ 64,79. Ou seja, a revista Placar especial da Copa do Mundo custava 5,4% do valor do salário mínimo da época. Os R$ 27,80 atualizados para a moeda de hoje em dia equivalem a apenas 2,7% do salário mínimo atualmente em vigor no Brasil (R$ 998). 

Curiosidade

A Placar naquela edição tinha como diretor de redação o jornalista Juca Kfouri. Mauro Cezar Pereira era o editor. E um dos repórteres era o jovem Paulo Vinícius Coelho.

LEIA MAIS
Quanto custava ir ao Japão ver o Palmeiras jogar o Mundial em 1999?
Quanto custava assinar o Premiere no primeiro ano de PPV no Brasileirão em 1997?
“Quanto Custava”: valores atuais dos ingressos de Corinthians x Palmeiras no Paulistão 1999